Otávio Praxedes manifesta apoio a projeto que visa estudar violência entre torcidas

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Otávio Leão Praxedes, manifestou total apoio ao projeto CEU – Coletivo de Esperanças Urbanas, que visa estudar as causas da violência entre torcidas de futebol. O presidente do Centro Sportivo Alagoano, Rafael Tenório, e conselheiros do clube apresentaram a iniciativa ao chefe do Judiciário, nesta segunda-feira (12).

“Estamos à disposição para o que pudermos ajudar. A violência no futebol é uma preocupação do Judiciário e por isso instalamos o Juizado do Torcedor no Estádio Rei Pelé”, disse Otávio Praxedes.

O projeto inclui um seminário com a participação de especialistas, autoridades de segurança e integrantes das torcidas organizadas alagoanas, no dia 30 de novembro, em local a ser definido. Durante o evento, serão colhidos dados para com os membros das organizadas, para uma pesquisa científica.

“É o primeiro trabalho de forma mais profunda para se descobrir quais os motivos que levam essa violência para o esporte. Vamos fazer uma pesquisa qualitativa junto a torcedores da Mancha Azul, do Comando Vermelho e da Mancha Negra, que serão partes integrantes desse evento, para a gente poder saber a essência, o que movimenta esse sentimento de litígio”, explicou o advogado Omar Coelho, conselheiro do CSA.

Ascom – 12/11/2018